Olha só, o vídeo que o "PORTAL LOUCURAS", postou essa semana. Que tal, vocês ajuda-lós conferindo o vídeo. Não custa nada ajudar o próximo, então faça sua parte ajudando a realizar o nosso sonho. POR FAVOR.
Que tal passar no meu canal, e conferi o vídeo mais recente.
Então acesse o link e me ajuda se Inscrevendo, Comentando, Compartilhando e Dando aquele Likão.

Avião que transportava time da Chapecoense cai na Colômbia

Aeronave, que seguia para Medellín, onde equipe iria disputar a final da Copa Sul-Americana, transportava 81 pessoas. Informações iniciais anunciam que há seis sobreviventes

 

Um avião que transportava a delegação do clube de futebol Chapecoense sofreu um acidente na madrugada desta terça do Brasil quando se aproximava do aeroporto José María Córdova, na cidade de Medellín, na Colômbia. A aeronave, da companhia boliviana LAMIA, tinha 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros entre membros da equipe e jornalistas, e nove membros da tripulação. Até o momento, o Governo colombiano afirma que seis pessoas foram resgatadas com vida. O jogador Alan Ruschel foi a primeira vítima a chegar no hospital de La Ceja, a localidade mais próxima do ocorrido, segundo relato da agência EFE, para onde parte dos feridos foi transportada.

A aeronave, com matrícula CP2933, deveria ter pousado em Medellín às 21h33 (0h33 pelo horário de Brasília), mas perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava o município de La Ceja. O plano inicial era que o voo fretado pelo time sairia do aeroporto de Guarulhos, mas a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não autorizou,pois afirmou que o acordo com a Bolívia, país originário da companhia aérea Lamia, não prevê operações como a solicitada. Segundo a agência, o pedido da companhia ao órgão brasileiro foi feito na sexta-feira, dia 25, e a Anac o respondeu no dia 27, domingo, véspera do voo previsto, informa a repórter Talita Bedinelli. Com isso, o time embarcou de Guarulhos, às 15h15 de segunda-feira, em um voo comum da companhia Boliviana de Aviación até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde embarcou no voo fretado da Lamia, rumo a Medellín.


Segundo o primeiro comunicado do aeroporto de Medellín, a aeronave relatou “falhas elétricas”. As autoridades ativaram um plano nacional de emergências. O aeroporto Córdova, que havia anunciado inicialmente o desaparecimento da aeronave, informou que o lugar do acidente só pode ser acessado por via terrestre, “devido às condições climáticas”. O prefeito do Medellín, Federico Gutiérrez, informou pelo Twitter que se dirigia para o local. “É uma verdadeira tragédia o que aconteceu esta noite", disse o prefeito. “Oferecemos toda a colaboração técnica e humana para atender este acidente.” As autoridades solicitaram à população que, dadas as más condições climáticas e do terreno, não se dirijam ao local da queda. “Solicita-se à comunidade se abster de ir ao local do acidente, para evitar um colapso. Organismos de emergência trabalham conjuntamente.”
A equipe da Associação Chapecoenese de Futebol, de Chapecó (SC), viajava para disputar nesta quarta-feira o jogo de ida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional – seria a partida mais importante da história do time catarinense. A equipe local manifestou solidariedade através das redes sociais, e a Conmebol divulgou nota informando a suspensão da final. A última imagem que se tem da equipe é um vídeo publicado no seu perfil do Facebook, onde alguns jogadores aparecem esperando o embarque.
A Chapecoense publicou uma nota no Facebook dizendo que não faria declarações oficiais enquanto as autoridades colombianas não prestassem todas as informações disponíveis.
O acidente da Chapecoense evoca outras tragédias similares sofridas por equipes de futebol. Em 1949, o avião no qual a equipe italiana do Torino voltava de um jogo em Lisboa caiu, matando 42 pessoas, entre elas quase todo o elenco. Onze anos depois, outro acidente envolveu a aeronave que trazia o Manchester United de Munique. Oito jogadores, dois dirigentes e o técnico morreram. Sobreviveram sete atletas, entre eles Bobby Charlton, lenda do United.
Até o momento, há a confirmação de seis pessoas resgatadas com vida. Entre elas dois tripulantes, três jogadores e um jornalista.

 FONTE: http://brasil.elpais.com

 

DIVULGADAS AS ATRAÇÕES DO MOSSORÓ CIDADE JUNINA 2016


Celebrando 20 anos de história em 2016, o Mossoró Cidade Junina (MCJ) teve sua programação anunciada na tarde desta segunda-feira, 16, pelo prefeito Francisco José Júnior, na Estação das Artes Elizeu Ventania.
Este ano a festa acontece no período de 4 a 26 de junho. Entre as bandas confirmadas para as noites de shows na Estação das Artes estão nomes reconhecidos no cenário musical brasileiro, como Aviões do Forró, César Menotti e Fabiano, Victor e Léo, Solteirões do Forró, Dorgival Dantas, a dupla Simone e Simaria, Joelma Calypso, Chicabana, Bonde do Brasil, Thábata Mendes e Toca do Vale.
O tradicional ‘Pingo da Mei Dia’ abre o evento no dia 4 de junho com sete atrações, animando o público em três trios elétricos ao longo do Corredor Cultural. Samyra Show, Thábata Mendes, Aline e Dayvid, Renata Falcão, Giannini Alencar, André Luvi e Ewerton Linhares comandarão a festa, além de outros artistas mossoroenses, por meio do projeto São João da Terra.
O São João da Terra iniciará todas as noites de apresentações musicais na Estação das Artes. O talento potiguar também estará em evidência no espetáculo Chuva de Bala e na Cidadela, projetos que fortalecem a programação do Mossoró Cidade Junina.
Atrações religiosas também compõem a programação do MCJ 2016, através do projeto Domingo de São João, que reforça a religiosidade caraterística dos festejos juninos. A Banda Divina Luz, padre Nunes e Doidin de Deus são as apresentações confirmadas.

– Mossoró Cidade Junina 2016 – Palco da Estação das Artes
– Dia 4 de junho (Pingo da Mei Dia): São João da Terra, Thábata Mendes, Aline e Dayvid, Giannini Alencar, André Luvi, Renata Falcão, Ewerton Linhares e Samyra Show;
– Dia 6 de junho (Revezamento da Tocha Olímpica): São João da Terra e Dorgival Dantas;
– Dia 9 de junho: São João da Terra, Felipe Grillo e Simone e Simaria;
– Dia 10 de junho: São João da Terra, Brilhantes do Forró e Joelma Calypso;
– Dia 11 de junho: São João da Terra, Farra de Playboy, Forró dos Três e César Menotti e Fabiano;
– Dia 12 de junho (religioso): Banda Divina Luz;
– Dia 16 de junho: São João da Terra, João Neto Pegadão e Solteirões do Forró;
– Dia 17 de junho: São João da Terra, Aline e Dayvid e Aviões do Forró;
– Dia 18 de junho: São João da Terra, Volney Saraiva, Caninana do Forró e Chicabana;
– Dia 19 de junho (religioso): Doidin de Deus;
– Dia 23 de junho: São João da Terra, Disco de Vinil e Bonde do Brasil;
– Dia 24 de junho: São João da Terra, Farra de Rico, Pegada de Luxo e Toca do Vale;
– Dia 25 de junho: São João da Terra, Jonas Esticado, André da Mata e Victor e Léo;
– Dia 26 de junho (religioso): Padre Nunes;

Prefeito leva salineiros e construtores de Mossoró para conversar com Robinson
F2015Foto: Josemário Alves


17 Out 

  O prefeito Francisco José Junior, do PSD, agendou com o governador Robinson Faria, do mesmo partido, na próxima quarta-feira, 21, na Governadoria, em Natal, duas reuniões para defender os empregos gerados no setor salineiro e da construção civil de Mossoró e região.
A primeira reunião é com os salineiros, que enfrentam uma crise forte no setor e buscam negociar com o Governo do Estado dívidas relacionados a tributos devidos. A segunda reunião pleiteia meios para a construção civil continuar contratando em Mossoró.
Os construtores relataram ao prefeito Francisco José Junior que estão com dificuldades para conseguir um documento da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), chamado VTA (Viabilidade Técnica de Abastecimento).
É que os bancos estatais só liberam os recursos para as obras que tem este documento em mãos. No caso, em função da redução da água que abastece a cidade e a grande quantidade de construções em Mossoró, a CAERN adotou critérios mais rígidos para liberar o documento.
Segundo João Maria, diretor regional da CAERN em Mossoró, em Mossoró tem enormes construções inclusive com mais de 2 mil moradias em andamento. A CAERN tem que assinar um documento técnico para garantir o abastecimento em todas as residências.
“E temos que garantir o abastecimento destas residências (milhares) novas e sem prejudicar as residências já existentes e atendidas pela CAERN. Mas como garantir água para abastecer tantas novas moradias se nossas fontes estão se exaurindo?”, pergunta João Maria.
“O que a CAERN adotou foi medidas mais rígidas, está com mais cautela, na emissão deste documento”, explica João Maria. O prefeito Francisco José Junior disse que entende a questão da CAERN, mas destaca outros pontos que mostra a necessidade urgente da liberação deste documento para as construtoras iniciarem novas obras.
Francisco José Junior lembrou que se a CAERN não emitir este documento para as construtoras até dezembro conseguir os financiamentos da CAIXA haverá demissão de pelo menos 1.500 trabalhadores da Construção Civil e que isto seria muito ruim, muito grave, para uma situação de crise econômica que o município enfrenta a exemplo do cenário nacional.
Diante do quadro, Francisco José Junior agendou uma reunião dos empresários da Construção Civil de Mossoró com o governador Robinson Faria na próxima quarta-feira, 21, em Natal.  “Havendo a liberação destes documentos, vamos ter gerados pelo menos mais mil empregos, além de preservar os 1.500 que seriam demitidos, só na construção civil”, diz o prefeito.
Informado do quadro pelo MOSSORÓ HOJE, o gerente regional da CAERN, João Maia, destacou que: “Vou dar prioridade ainda maior ao assunto”.
Com relação aos salineiros, os empresários buscam um parcelamento dos débitos junto ao fisco estadual.

FONTE:http://www.mossorohoje.com.br

Fluence e Clio recebem prêmio de mídia especializada



Dois modelos da Renault, o sedã Fluence GT e o compacto Clio, foram eleitos “Melhor Compra do Ano” e “Carro Mais Econômico do Brasil em 2014”, ambos concedidos pela revista Motor Show.

O Clio, motor a gasolina, foi campeão nos testes de baixo consumo com uma média de autonomia de 14,58 km/l. Também vale destacar que no circuito urbano, as duas versões do modelo- etanol e gasolina – foram superiores a todos os demais concorrentes, com 8,90 km/l e com 13,80 km, respectivamente.

Segundo a publicação, o desempenho do Clio mereceu elogios de todos os motoristas, que “reconheceram a eficiência de seu motor 1.0 16V, com consumo baixíssimo”. Outro aspecto apontado no teste – durante o qual foram rodados 13.995 km e registrada a passagem por 72 pedágios – foi o alcance do modelo à gasolina, que conseguiu rodar 690 quilômetros na cidade, a maior marca entre os veículos testados.

Vale lembrar que o Inmetro – responsável pelo “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular” (PBEV), elaborado em parceria do Conpet - programa do Governo Federal, vinculado ao Ministério de Minas e Energia e executado com apoio técnico e administrativo da Petrobras - já havia certificado o Clio com a nota “A” na categoria Subcompacto, tanto na versão de entrada, Authentique, como na equipada com ar-condicionado e direção hidráulica, Expression e classificando o carro com motor a combustão com menor consumo do País.

Para completar a lista de atributos do produto, o preço de aquisição do Clio também chamou a atenção da comissão julgadora do Prêmio. Com um valor mais atraente que o dos demais concorrentes, a versão 1.0 do modelo foi considerada a melhor compra do grupo testado.

Já o Fluence, na sua versão GT, foi considerado a “Melhor Compra do Ano” na categoria Sedan Médio, graças a itens como o motor - turbo, com 180 cavalos - e equipamentos de série, ao lado da sua baixa depreciação e valor do seguro, além, claro, de sua dirigibilidade.

“A premiação do Fluence GT é motivo de grande alegria, pois esse modelo traz em sua concepção um caráter esportivo e dinâmico, que agrada os fãs do automóvel, as pessoas apaixonadas por carros esportes. O desenvolvimento de veículos com essa característica é uma vocação que está no DNA da Renault”, afirma Bruno Hohmann, diretor de Marketing da Renault do Brasil.

Após 'fico' no Flamengo, Hernane lança nova camisa do Rubro-negro

    Hernane não só ficou no Flamengo, como também passou a ser o modelo oficial do time. Além do talento dentro das quatro linhas, o "Brocador" mostrou sua competência para apresentar a nova camisa do Rubro-negro, que será lançada ainda nesta quinta-feira pela Adidas.
    O jogador, que tem contrato com a empresa alemã, apresentou o novo uniforme através de suas redes sociais.
    "Hoje é um dia muito especial pra mim!!! E ainda com o novo manto do Mengão, inspirado no carnaval carioca! Uma nação na mesma batida. Parabéns, Adidas. Que camisa linda!", postou o Brocador.
      Inicialmente, o lançamento ocorreria na sexta-feira. No entanto, com o vazamento da imagem da nova camisa em diversos sites internacionais, a Adidas resolveu antecipar a ação de divulgação.
       E a vida de modelo não chega a ser novidade para o atacante. No final de 2013, após se tornar o principal artilheiro do país e sagra-se campeão brasileiro, Hernane já havia sido garoto propaganda da Adidas durante o lançamento da bola oficial da Copa do Mundo.
       No início do mesmo ano, o Brocador, ao lado de outros jogadores do elenco rubro-negro, já tinha apresentado a primeira leva de uniformes da Adidas para o Flamengo.
Página inicial Proxima