Cícero recusa aumento do Santos e bate o pé por 'meio milhão' de salário

12:43 PM Daniel Medeiros 0 Comentarios


 Apesar do técnico Oswaldo de Oliveira convencer o meia Cícero a defender o Santos nesta temporada, a situação do jogador com a diretoria alvinegra continua indefinida. O camisa 8 rejeitou um aumento oferecido pelo Comitê Gestor de R$ 50 mil recentemente, pois não abre mão de receber "meio milhão" por mês (R$ 500 mil).
  Cícero ganha atualmente R$ 350 mil mensais e passaria a receber R$ 400 mil. No entanto, o jogador e seu representante, o agente Eduardo Uram, não aceitaram o acordo. Os direitos do atleta pertencem ao empresário, mas ele está registrado no Tombense/MG.
  Além dos R$ 500 mil mensais, o meia pretende estender seu contrato e, principalmente, vender parte de seus direitos econômicos. Ano passado, Cícero recebeu um reajuste de 25% no seu ordenado após receber uma proposta do Internacional.
  Apesar de brigar por valorização, o Santos alega que não recebeu nenhuma proposta oficial pelo jogador neste ano. A diretoria santista foi apenas informada por Uram de que havia um clube interessado. O Comitê Gestor não foi incrédulo e até prometeu que liberaria o meia caso recebesse o valor da multa rescisória.
 "O jogador é muito importante para o grupo, tem contrato até dezembro de 2014, não recebemos nenhuma proposta de outros clubes por ele. Sobre discussão de valores de salários trata-se de um assunto interno que só diz respeito ao clube e ao atleta", informou a diretoria santista por intermédio de sua assessoria de imprensa.
   A multa de Cícero está avaliada em 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 19 milhões). Como detém 50% dos direitos econômicos do volante, o Santos exige que os representantes do atleta desembolsem os 3 milhões de euros (R$ 9 milhões) para liberá-lo.
   Eduardo Uram ofereceu 2 milhões de euros (cerca de R$ 6 milhões) para tentar fechar o acordo, mas a diretoria não aceitou a proposta e propôs ao empresário que ele abra mão de sua parte para ajudar o jogador. Os dirigentes alegam que não partiu do clube o interesse de negociar Cícero. 
   Dentro de campo, Cícero não oferece problemas para o Santos, pelo contrário, o camisa 8 assumiu já assumiu a artilharia do time ao lado de Gabriel Barbosa e Geuvânio neste ano, com cinco gols cada. Em 2013, ele já foi o goleador máximo do Santos, com 24 gols.
    Cícero foi o responsável por abrir a goleada do Santos contra o Bragantino por 5 a 0 nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Quando o time tinha dificuldades para superar a retranca do adversário, o volante acertou um chute de fora da área e fez o primeiro gol do jogo.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima